nomeempresa-logotipo (2).png

Entre em contato:

Tel: (11) 2783-6377 / WhatsApp: (11) 95499-6906

 

Inspeção Técnica Veicular

 

Para quem ainda possui algum tipo de dúvida em relação à Inspeção Técnica Veicular, a Shalon Escapamentos e Catalisadores disponibiliza abaixo uma série de informações que podem ser úteis para a correta compreensão da medida adotada pela Prefeitura da Cidade de São Paulo.

 

Por ser uma avaliação anual, é imprescindível que a Shalon esteja totalmente a par de como ela funciona, uma vez que a empresa trabalha com o principal item vistoriado – o sistema de exaustão do veículo –, que abrange escapamentos e catalisadores, responsáveis pela redução da poluição do ar.

 

 

Inspenção Ambiental Veicular - Shalon

 

 

Confira abaixo informações importantes, baseadas no próprio conteúdo da apresentação do programa:

 

O que faz a Inspeção Técnica Veicular?
Inspeção Técnica Veicular fiscaliza todos os veículos registrados no Município de São Paulo, com os objetivos de reduzir a poluição do ar e de, por consequência, melhorar a qualidade de vida de todos que na cidade vivem, trabalham ou simplesmente visitam.

Considerada uma forma eficaz de controlar a emissão de gases poluentes liberados pelos escapamentos dos veículos, a Inspeção Técnica Veicular mede os níveis de monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos (HC) e dióxido de carbono (CO2) nos veículos e motos e os valores de opacidade e de material particulado nos automóveis a diesel.

 

O que acontece com quem não realiza a Inspeção Técnica Veicular?
Os motoristas que não realizam a inspeção ficam impedidos de licenciar os seus veículos no ano seguinte ou de realizar transferência, seja de propriedade ou de município.

 

Alguns itens verificado na inspeção veicular
- Se o funcionamento do motor está regular.
- Se o freio funciona adequadamente. 
- Se apresenta vazamentos de óleo, água ou de qualquer outro líquido. 
- Se há emissão de fumaça visível (com exceção para o vapor d água). 
- Se o sistema de escapamento apresenta alteração, como furos, corrosão excessiva ou falta de algum componente. 
- Se o catalisador não está avariado. 
- Se os componentes e sistemas originais de controle e/ou de redução de emissões de gases estão preservados. 
- Se os níveis de óleo lubrificante e da água estão adequados. 
- Se é possível manter o capô aberto com segurança durante a inspeção visual. 
- Se a rotação de marcha lenta está em conformidade com as especificações do fabricante. 
- Se existem falhas no sistema de injeção eletrônica e se os bicos de injeção estão em boas condições. 
- Se o motor não está com desgaste excessivo nos anéis. 
- Se o ponto de ignição está fora de especificação. 
- Se o carburador está regulado. 
- Se as velas estão sujas ou desreguladas.

Já nos automóveis movidos a diesel, também é checado:

- Se os níveis de óleo lubrificante e de água estão adequados. 
- Se o filtro do ar está em boas condições (bem como a mangueira e as fixações dos demais itens do sistema). 
- Se há emissão de fumaça azul ou preta em excesso. 
- Se há violação do lacre da bomba injetora. 
- Se as correias do motor estão em boas condições de uso.